DESCUBRA AS PRINCIPAIS COMPETÊNCIAS DE UM EXCELENTE PROFISSIONAL COACH

DESCUBRA AS PRINCIPAIS COMPETÊNCIAS DE UM EXCELENTE PROFISSIONAL COACH

Nesse post queremos proporcionar para você, novos conhecimentos sobre a atuação qualificada e competente dos profissionais que atuam como Coach.

O Coaching é um programa que tem por objetivo o desenvolvimento pessoal e/ou profissional, que vem crescendo muito no Brasil nos últimos anos e está conquistando credibilidade e maturidade com os resultados que o profissional de Coach proporciona para vida dos seus clientes.

Mas, não podemos nos esquecer de que existe também o fato de que esse número crescente de cursos e formações em Coaching, podem trazer o risco de estar habilitando profissionais com baixa capacidade de desempenho. Assim, desconstruindo e desvalorizando o grande potencial desse ramo profissional.

Nossa equipe, sempre atenta com a carreira de um Coach, convidou o professor Dr. George Barbosa para preparar uma jornada de estudos, que visa desenvolver o potencial das principais habilidades básicas de um profissional Coach.

Foram gravadas 04 vídeo-aulas para compor essa jornada de estudos, e nesse post vamos apresentar para você a primeira aula: “COMPETÊNCIAS DE UM COACH”

Veja logo abaixo o vídeo dessa aula, para você consolidar esse conhecimento no seu crescimento profissional.
Caso você não possa assistir a vídeo-aula nesse momento, colocamos o conteúdo também em formato de texto para você não perder a oportunidade.

Logo no início dessa aula, o professor já apresenta um dos livros que ele sempre tem como apoio e suporte teórico para suas práticas profissionais e também é um dos principais livros sobre Coaching que você pode encontrar. Trata-se do livro “COACHING” – Autor: John Whitmore.

Com base no conhecimento que o livro apresenta, foi explorado durante a aula quais são as competências principais de um Coach, que capacita o profissional conduzir uma sessão com segurança e maturidade.

Pois, existe um problema muito evidente e comum aos profissionais que são recém-formados em uma metodologia de Coaching. Eles não se sentem confiantes e competentes, para realizar uma sessão de Coaching com alguém.

Para desenvolver as competências necessárias dentro de uma sessão com qualidade, competência e segurança, o autor Whitmore, apresenta a seguinte explicação:

Existe uma ideia chave na cabeça do cliente sobre o tema que ele quer trabalhar ou o desafio que é preciso superar. E dentro dessa ideia chave, existem dois pontos que é preciso estar atento como Coach.

O primeiro ponto é de que já existe um conhecimento prévio e técnico dentro da cabeça do seu cliente, ele não sabe ainda como operacionalizar, mas ele tem esse conhecimento construído e alguém precisa ajudá-lo a encontrar as alternativas e os caminhos para alcançar as possíveis (de) resoluções.

O segundo ponto apresentado, é de que existe também dentro do consciente do cliente a sua própria experiência de vida, ele provavelmente já fez alguma coisa ou passou por alguma situação relacionada ao desafio. Ele viveu isso no passado ou passou por algo muito semelhante. E o profissional Coach, precisa ter essa visão muito clara durante o processo na sua estratégia de atuação.

Com esse embasamento inicial sobre os dois principais aspectos dentro de uma sessão de Coaching, é possível desenhar uma técnica para atuar com confiança e competência.

Trata-se de um triângulo que norteia o processo de uma sessão, e que traz as seguintes ideias:

Quando o profissional vai trabalhar com seu cliente, uma meta, um objetivo, um desafio ou um compromisso que o cliente espera realizar e colocar em prática ou até mesmo superar um desafio. É preciso estar atento aos 3 aspectos do triângulo.

O primeiro aspecto é o TEMPO. É preciso encaminhar o cliente para que ele operacionalize o tempo dentro do processo do projeto que ele está construindo.

O segundo aspecto do triangulo é o AMBIENTE. Onde vai ser dar aquela situação, onde será o acontecimento ou aonde vai ocorrer.

E o terceiro aspecto será o LOCAL. Qual é exatamente o local onde vai acontecer a situação do objetivo, do compromisso, da meta ou do desafio que se pretende realizar. É importante esclarecer que o LOCAL é diferente do AMBIENTE, por exemplo: O local pode ser o departamento onde o cliente trabalha, e o ambiente pode ser uma reunião decisiva que ele participa toda semana e não consegue lidar com as suas emoções.

Já podemos reforçar de que ter clareza teórica por meio da leitura e cursos de capacitação para colocar a teoria adquirida na prática diária, pode proporcionar para você a competência e segurança para realizar o processo de uma sessão de Coaching.

Com a prática continua desse exercício, trabalhando os três aspectos do triângulo, você garante a sua autoconfiança para realizar uma sessão de Coaching e obter resultados extraordinários junto aos seus clientes.

Quando desenvolvemos os aspectos do triângulo dentro da uma sessão, é possível proporcionar empoderamento no seu cliente, e ele será capaz de estruturar as suas ideias de forma mais organizada.

Então, com base nos conhecimentos passados por Whitmore, o cliente já traz uma bagagem de conhecimento, só que ainda não foi acessado, ele traz também uma experiência de vida, que ainda não havia sido organizada e, por fim. ele vai ter clareza de quando será ocorrido em termos de tempo e prazos.

Aqui nesse texto, exploramos o conteúdo que foi desenvolvido dentro dessa primeira aula da Jornada de Estudos. Você pode clicar no banner abaixo e ter acesso ao material completo que preparamos para você estudar as competências e principais características de um profissional de Coaching.

Caso você conheça algum amigo ou amiga que possa se beneficiar desse conteúdo, não deixe de compartilhar esse material para que cada vez mais, cresça a qualidade de atuação dos profissionais de Coaching no Brasil.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *