Resiliência no Desenvolvimento Humano – Como é possível praticar?

Resiliência no Desenvolvimento Humano – Existem algumas profissões no mercado que são especificamente voltadas para o desenvolvimento humano. Podemos citar algumas como psicólogos, assistentes sociais, gestores de pessoas, recursos humanos, entre outras.

Pessoas que tem como foco o desenvolvimento humano trazem como sua principal característica o querer ajudar outras pessoas a se desenvolverem.

Aqui em nossa escola, é comum encontrarmos pessoas que tem esse perfil e percebemos que cada vez mais está havendo a necessidade de inserir a resiliência como parte desse desenvolvimento humano.

Porém, muitos desses profissionais que desenvolvem pessoas encontram dificuldades em inserir o conceito da resiliência de uma forma prática. Nesse post de hoje, vamos falar um pouco sobre essas possíveis dificuldades que você, profissional do desenvolvimento humano, pode estar enfrentando e quais são as formas de atuar no mercado focando nas atitudes de resiliência.

Resiliência no Desenvolvimento Humano - Para que é importante?

O profissional que trabalha com o desenvolvimento humano constantemente está lidando com as situações onde existe forte pressão por conta de um estresse ou adversidade que as pessoas possuem. Nessas situações de estresse é comum se perceber que algumas pessoas, com quem você está trabalhando, já estão acostumadas com os mesmos comportamentos e pensamentos, mantendo a mesma forma de interpretar as situações, sem conseguir enxergar de fato o que está acontecendo e entender o que está gerando o estresse.

É possível até mesmo dizer que tais pessoas (clientes) carregam as mesmas avaliações para diferentes contextos e situações de vida, sem conseguir diferenciar seus julgamentos. É devido a esse vício que as pessoas tendem a ter programadas as mesmas respostas que usam nas distintas situações de adversidades.

Quando o profissional que trabalha com a gestão de pessoas começa a identificar esses tipos de comportamentos em seus clientes, entende que é necessária uma ação para que haja a alteração dos comportamentos e no modo de se pensar. É nesse momento que a resiliência no desenvolvimento humano pode auxiliar.

Mas essa aplicação da resiliência nem sempre ocorre de uma forma fácil ou natural, principalmente quando o profissional não conta com a ajuda de ferramentas ou métodos para ter a capacidade de desenvolver essa habilidade da resiliência em outras pessoas. Essas ocorrências do dia a dia podem até mesmo trazer para esse profissional a angústia de não conseguir lidar com tais demandas.

Quando há o receio de inserir novas práticas da resiliência no desenvolvimento humano

Essa angústia citada anteriormente faz com que esse profissional do DH busque por maneiras de começar a aplicar a resiliência junto aos seus clientes. Então, começam as pesquisas e os estudos para entender de que forma é possível inserir essa prática da resiliência no desenvolvimento humano.

O que ocorre é que quando recorremos ao Google para pesquisar sobre o tema resiliência, geralmente os resultados que encontramos não são satisfatórios por não trazerem um conteúdo completo e amplo sobre como aplicar a resiliência em outras pessoas. Em sua maior parte, são conteúdos que exploram o conceito de uma forma básica e apresentam algum checklist de características de pessoas resilientes.

Uma outra fonte são livros e artigos acadêmicos. E aqui o que ocorre é um pouco diferente, são textos focados em um público muito específico. Toda essa falta de recursos, faz com que o profissional que desenvolve pessoas fique com receio de trabalhar com o tema da resiliência, já que não encontra subsídios que tragam segurança e confia na sua aplicação.

É por este motivo que acreditamos que o Coaching em Resiliência pode se tornar um método aplicável para qualquer profissional que trabalhe com o desenvolvimento de pessoas.

ouvir_podcast

ESCUTE NOSSO PODCAST

Desafios para promover Resiliência

Quando a resiliência no desenvolvimento humano se torna uma especialidade em seu trabalho

O Coaching em Resiliência trabalha especificamente com a Abordagem Resiliente, metodologia desenvolvida pela SOBRARE. Esse método nos dá a permissão de conseguirmos trabalhar com qualquer tipo de público, desde que envolva uma situação de estresse e que essa situação não envolva um contexto psicológico.

Por meio da Abordagem Resiliente entendemos quais são as áreas da resiliência que precisamos trabalhar com o nosso cliente para que ele consiga superar as adversidades. Também é com essa metodologia que passamos a entender os tipos de comportamentos que os clientes costumam ter diante do momento de angústia ou até mesmo vulnerabilidade.

Esses comportamentos podem ser mais passíveis ou mais agressivos. A partir dessa identificação, o cliente começa a desenvolver um novo repertório de padrões de comportamentos. Dessa forma, a resiliência passa a atuar de uma forma estratégica, pois o cliente passa a entender que as diferentes situações que ele enfrenta exigem uma mescla de comportamentos, ora mais voltados para a intolerância, ora mais voltados para a passividade.

Essa construção de novos comportamentos é o que vai formar no nosso cliente um amplo repertório para que ele vá se desenvolvendo a partir do processo de Coaching.

Então, o processo de Coaching vem para viabilizar toda essa construção de mudanças de comportamentos e crenças.

Sabemos que em muitas das situações ter um método de trabalho, pode auxiliar o profissional a envolver o cliente em uma espécie de imersão onde ele estará focado em se desenvolver para conseguir alcançar o que ele almeja.

Quando juntamos as duas metologias, temos o Coaching em Resiliência. Uma especialização que dá ao profissional que desenvolve pessoas uma série de recursos para que consiga cultivar a resiliência em seus clientes.

Uma das principais ferramentas utilizadas dentro desse processo e que traz todo o respaldo para o profissional é o QUEST_Resiliência. Se você quiser ler mais, basta clicar aqui para conhecer.

Para fechar...

Ajudar a fortalecer e desenvolver as pessoas é uma das principais características dos profissionais que trabalham com o desenvolvimento humano. É comum encontrarmos clientes que se encontram vulneráveis quando se deparam em uma situação de adversidade com forte pressão do estresse.

A resiliência nesse caso vem como uma forte habilidade que necessita ser desenvolvida para auxiliar nesse processo de superação, trazendo equilíbrio e menor impacto para o cliente. Porém, é comum os profissionais de desenvolvimento humano encontrarem dificuldades para obter uma forma de inserir essa resiliência de uma forma prática e vivencial na vida das pessoas com quem trabalha.

A falta de textos ou artigos que trazem com profundidade e clareza formas de aplicar a resiliência fazem com que haja um receio por parte do profissional de DH em utilizar a resiliência como  um dos seus pilares de trabalho.

É nesse momento que o Coaching em Resiliência pode trazer um forte embasamento teórico e prático para os profissionais desse ramo. Duas metodologias, Abordagem Resiliente e Coaching, juntas para fazer com que você insira a resiliência no cotidiano do seu cliente.

Gostou? O que acha de batermos um papo sobre o método do Coaching em Resiliência. Basta enviar uma mensagem para nós, clicando nesse link.
E você? Encontra dificuldades para aplicar a resiliência em seu ambiente de trabalho ou em seus clientes? Compartilhe seu comentário com a gente!

ENTENDA COMO USAR A RESILIÊNCIA NO DESENVOLVIMENTO HUMANO

Assista uma série de 4 vídeos gratuita!

Sobre quem escreveu esse artigo
Coach em Resiliência – Pessoal & Profissional e Coordenadora de Marketing na Sociedade Brasileira de Resiliência. Apaixonada pelo tema da resiliência e pela comunicação entre marcas e pessoas!
2018-04-08T15:28:26+00:00

Leave A Comment